sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Estou fazendo tudo errado :(

Hoje, eu vou fazer um post dedicado a uma mãezinha aqui do Blog que vive colocando essa frase nos comentários: eu fiz tudo errado. E sempre vem acompanhado de uma carinha de triste :(
Onde esta o erro em dar colo quando seu filho chora? De deixar dormir nos seus braços, rodeado de amor e segurança? É errado amar demais?
Não. Com certeza, não. O erro pode estar em essa não ser a rotina que você gostaria de estar inserida. 
Não é errado que você deixe o seu filho dormir no seu colo, ou deixe ele mamar no seu peito a noite toda, desde que isso seja prazeroso pra você e não um martírio, não uma realidade da qual você esta cansada e infeliz. 
Quando você esta infeliz com a situação que esta vivendo com o seu bebe, o primeiro passo é ver se você não esta em um quadro de depressão pós-parto. 
A depressão pós-parto é uma doença, física, real e orgânica, não é frescura de mãe e nem necessidade de atenção. Precisa ser tratada com medicamentos e acompanhada pelo obstetra e muitas vezes também pelo psiquiatra. Então, o primeiro passo é conversar com o seu médico sobre os sintomas que você esta tendo.
Descartada essa hipótese, esta na hora de melhorar o convívio com o bebe e com você mesma. 
Tudo que você considera que esta fazendo errado, você pode mudar, basta ter muita paciência, persistencia e muito, muito amor. Mudanças de hábitos nunca são fáceis, e são mais complicados em crianças, por que elas não entendem por que antes podiam fazer uma coisa que agora não podem mais. Nas crianças, as mudanças são impostas e isso, por si só, já as torna mais dificeis. 
Quando você for mudar a rotina da criança, comece com uma coisa de cada vez, por exemplo, se você quer que ela deixe de dormir no seu colo e passe a dormir no berço e também quer tirar a chupeta, primeiro ensine a dormir no berço com a chupeta e mais pra frente, tire a chupeta. Nunca tire tudo de uma vez só, vai ser muito mais sofrido, doloroso e difícil e a chance de você desistir no meio do caminho é muito maior. 
Se o problema é dormir na sua cama, primeiro passe para um berço no seu quarto, depois vá para o outro quarto, e assim por diante. É muito menos difícil ( não digo mais fácil, porque nunca é realmente fácil, mas é menos difícil!).
Depois de decidido o que vai ser mudado primeiro, converse com todo mundo que convive com a  criança no horário da mudança, ou seja, com o pai, com os avós, se morarem na mesma casa, etc... A mudança de hábito vai gerar choro, birras, e muitas noites mal dormidas e se todo mundo não tiver a mesma paciência, não vai dar certo. Procure começar a mudança em dias mais tranquilos, como uma sexta-feira ou um dia de feriado, para que o stress gerado não dificulte ainda mais as coisas.
Antes de começar, vá conversando sobre a mudança com a criança, mesmo que ela não compreenda, isso vai ajudar não somente a ela, mas a você a ir percebendo que o dia programado para a mudança esta chegando e que não é uma coisa abrupta que um dia pode e no outro, não pode mais.
Quando chegar o dia, se encha de paciência e amor. Conforte o seu filho com palavras doces e muito carinho. Não dê coisas materiais, dê amor. Se ele não quiser ficar no berço, erguer os bracinhos para você, seja forte, vá fazendo carinho, conversando com ele. É algo assim: ele chorando e você conversando com ele, com a voz calma e cheia de amor. Mas não ceda. Você esta com ele e mostra que o ama, mas a decisão é sua porque você é o adulto e sabe que esta fazendo o melhor para vocês dois. 
Lembre-se de que serão muitos dias difíceis até ele se acostumar a essa nova rotina. Então, prepare-se antes, não faça nada de uma hora para outra.  E perceba se você esta preparada para a mudança, pense nas consequências, imagine a situação e veja se você realmente esta pronta para enfrenta-la, e só dê início se você se sentir pronta, para não desistir no meio do caminho.
Agora, se você não se sentir preparada para mudar a rotina da criança ainda, mude a sua!!! Não se dedique tanto ao que não tem tanta importância! Pense que o mais importante é o seu bem-estar e o do bebe! 
Se a casa não esta impecável, se o almoço não ficou tão farto e variado, se o cachorro não saiu para dar uma voltinha todas as manhãs, qual o problema? Nenhum!!! Durma um pouco, junto com o bebe, deite na sua cama, com uma roupa confortável, feche a janela e durma. Isso faz uma diferença incrível! Tome um banho, mesmo que com a porta aberta para ouvir se o bebe chorar, enquanto ele dorme. Faça uma chapinha ou arrume os cabelos, na outra sonequinha. Passe um baton, um pouco antes do maridão chegar, ou um rimel, um blush, pra dar uma corzinha... Não consegue ficar com os cabelos soltos? não prenda um rabo-de-cavalo todo desgrenhado, faça uma trança, faça um coque bonito. Não coma só besteiras o dia inteiro, compre frutas e deixe a mão, se possível, picadas, para estar sempre fácil quando bater aquela fominha, ou mesmo aquela vontade de beliscar alguma coisa. 
São pequenas mudanças, que exigem um pouco mais de você, mas só de saber que você esta, de novo, cuidando de você mesma, já nos faz sentir muito melhor! 
Depende de você apenas querer mudar ou realmente mudar!  Não é fácil, mas vale a pena. Ser mãe, cuidar do bebe e cuidar de você mesma, tudo vale a pena!!
Boa sorte pra nós!!!!



2 comentários:

Érika Mozer disse...

Maira você é um encanto. Parabéns, mais uma vez, pelo post. Sorte das mamães e bebês que tem você como profissional. Eu acho que você deveria pensar em escrever um livro. Com certeza estarei presente na noite de autógrafos :)
Continue escrevendo sempre e de vez em quando venho até aqui dar meus "pitacos" e dividir minhas experiências.

maira arruda silveira disse...

Obrigada, Erika!!!! Adoro qdo vc vem dar os seus "pitacos"!!! Espero ter vc sempre por aqui!!! Bjão!!!