sábado, 12 de julho de 2014

O soninho seguro e saudável.

Resolvi escrever sobre esse assunto quando a minha prima Andrea, que esta grávida do Rafinha, me fez algumas perguntas a respeito. 
Bom, eu basiei o soninho do Vince em tudo o que eu sabia sobre fatores de risco e proteção de morte súbita do lactente e também sobre como fazer com que ele tivesse um soninho saudável, que durasse a noite inteira e no quarto dele, quando chegasse o momento certo. 
Todos já ouvimos falar que os protetores de berço não são indicados ao nascimento, assim como os travesseiros, lençóis e cobertas soltas, bichinhos de pelucia, paninhos, etc... Mas o meu bebê não ficava nada confortavel naquele berço pelado e eu percebi que o soninho saudável não iria dar certo daquele jeito. Minha solução: o carrinho. 
No carrinho, meu bebê ficava aconchegado, eu conseguia colocar a coberta, por baixo dos bracinhos, pra minimizar o risco de encobrir o rosto, e deixava ele bem pertinho do meu lado da cama, o que facilitava pra mim, pra dar o mamar e pra ficar de olho nele também. Eu sabia que qualquer movimento ou barulho que ele fizesse, eu iria despertar. 
É importante lembrar que o bebê tem que dormir no quarto dos pais nos primeiros meses, mas não há um consenso sobre com quantos meses seria o ideal para a criança dormir sozinha. Eu coloquei o Vince pra dormir no quarto dele entre 3 e 4 meses, quando ele já dormia a noite inteira, na maioria das vezes. Eu ainda passei um bom tempo indo até o berço varias vezes por noite, pra acomoda-lo novamente ou colocar a chupeta, mas nessa fase, eu já não tirava ele do berço, nem dava mamar, só ficava do lado dele, com a mão nele, pra ele se sentir seguro. Até hoje, ainda deixo um banquinho estratégico do lado do berço. É sentar ali e ter muita paciencia. Nada de pegar no colo pra ninar, nem muito menos, mamar!! 

Outra coisa: ele nunca dormiu na minha cama! Realmente, colocar pra dormir na cama dos pais estraga tudo!! Tanto é fator de risco para morte súbita, quanto atrapalha muito o caminho para o soninho saudavel!!! 
Sempre mantive o quarto bem arejado. Quarto muito quente é fator de risco para morte súbita, assim como colocar muita roupa e aquecer muito o bebê. 
Ofereci a chupeta. A chupeta é fator de proteção de morte súbita! No caso de amamentação exclusiva, é importante que essa esteja bem estabelecida antes de iniciar o uso da chupeta, até porque, a amamentação exclusiva ao seio é o maior fator de proteção de morte súbita que existe! 
Desde pequenininho, fui acostumando o Vince a adormecer no local onde ele ia passar a noite. Isso não tem nenhuma relação com a morte súbita, mas é um fator fundamental para o soninho saudavel! Eu colocava ele no carrinho ainda meio acordado pra ele entender onde era o local de dormir, hoje, ele chora pra ir pro berço quando esta com sono. *Lindo!!*
O fundamental de tudo, para um soninho seguro e saudável é ter paciência, muita paciência. Como eu já disse em outro post, atenda prontamente o choro do seu bebê, mas não faça o resto com pressa, deixe-o mamar tranquilo, coloque pra arrotar e depois o aconchegue no berço ou carrinho, deixando suas mãos sobre ele, falando baixinho com ele, se ele gostar, até que ele durma de novo. A paciência é uma virtude imensa na maternidade!!
Vocês vão notar nas fotos que o Vince aparece dormindo no berço, que tem protetores de berços, cobertas soltas, travesseiros... Tudo errado, né?! Mas é que ele nunca aceitou dormir no berço pelado, e isso acabou resultando em noites muito mal dormidas, pra mim, no começo, quando eu acordava a noite inteira pra ver se estava tudo bem. Mas não é o recomendavel, tá?! Se o bebê de voces dormir sem, é o melhor! 
Uma coisa que eu fiz para tentar minimizar o risco do uso dos protetores de berços, foi colocar algo sob eles, para que não sobrasse aquele vão, entre o protetor e o colchão, pois se o bebê se virar no berço e colocar a cabecinha nesse vão, tem mais risco de sufocar. Eu coloquei uma centopeia de pelúcia de um lado e um travesseirinho do outro, dá pra ver nas fotos. 

No final, acho que  foi nesse ponto que eu descobri que nem tudo que sabemos é 100% aplicável, e foi a partir daí que eu comecei a tirar as caraminholas da cabeça e me esforçar pra ser a melhor mãe que eu consigo, sem neuras!!!!!

Um comentário:

Amanda Cavalhero disse...

Maira estou adorando o seu blog. Temos muitos assuntos em comum, já que nossos bebês tem 1 semana de diferença de idade rsss...
Concordo com tudo o que escreveu. A Isis dormiu no meu quarto até os 3 meses naqueles berços desmontáveis, depois disso foi para o beicinho no quarto.
Era tudo lindo, com protetores de berço de bailarina, mobile, mosqueteiro....até a primeira crise de asma, a segunda, a terceira.... Até que o berço ficou peladinho rsss e ela sem crises de asma (controlando com Singulair e Flixotide).
A única diferença é que eu ofendo ela com o cobertor que ela não consegue nem virar ... Como acostumou assim desde a maternidade, acho que não se incomoda.
Hoje ela dorme a noite todinha e eu nem faço mais aquelas visitas freqüentes durante a noite pra conferir se o baby está respirando rsss
Aliás, você como médica, podia fazer um posto sobre a neura de todas as mães em confeir se o baby está respirando (você tbm faz isso?) rsss
Bjs
Amanda